Meios e Publicidade Vs. Briefing

Vocês sabem que eu gosto de gerar um pouco de polemica nos assuntos que escrevo….mas hoje fiquei um pouco sensibilizado e achei que rolou uma briguinha de egos totalmente desnecessária. Tenho respeito pelos dois lados, e achei mesmo “infantil”…e além do que, esta briga foi mesmo pra atacar um ao outro…porque como eu deve ter tido apenas umas 5 pessoas que perceberam isso.

Primeiro recebo um email que me preocupou, porque sou um fã do meios e publicidade e graças a ele, a Torke, eu e outras empresas do Billy The Group tiveram destaque e conseguiram expor muito das suas ideias para as pessoas saberem delas. Foi essencial para o nosso crescimento e ainda contava como um meio de muito importância no mercado.

veja o email:

 

 

Infelizmente, eu, como muitos outros que dependem da meiose publicidade como veiculo para espalhar nossas ideias malucas, estamos chocados. O mercado precisa dar uma resposta a isso, precisamos ter gente boa com conteúdo para poder filtrar o que há de realmente bom no mercado. E não virarmos um blog de foward de ações quaisquer de sampling nas ruas.

Acho um erro estratégico do meios e publicidade, porque com subscrição a 3,90 vai diminuir o número de pessoas (muito) que recebem a newsletter e assim fica mais difícil vender publicidade e acaba entrando num ciclo de menos pessoas fazendo subscrição, menos dinheiro, menos qualidade….até fechar. ….mas com certeza alguém fez a conta no excel e não sou eu que tenho que gerir a empresa…

A minha ideia é que o proprio mercado devia financiar através de uma associação de marketing ou clube de criativos, um jornal com conteudos do mercado. assim como funciona no brasil com o clube de criação que também envia as newsletters. O mercado precisa sustentar isso, e não os leitores individuais….Clube de criativos, tentamos fazer algo assim?

Não deve ser privado, tem qeu fazer parte de uma associação para poder ser exequível…porque rentabilidade já vimos que vai ser dificil nos dias de hoje.

Mas voltando no que eu comecei o texto,  não gostei de umas coisas que a meios e publicidade colocou que achei desnecessário: fazer um ataque ao briefing por não serem independentes…não precisava dizer nada. O mercado portugues hoje precisa de sinergias, somos poucos mas temos que nos ajudar para sair da crise…uma guerra de egos não é bom pro mercado e nem pra ninguem….e não foi só a meios que errou…achei totalmente desnecessário o POST em forma de notícia que a briefing colocou na mesma tarde…..Também respeito a Briefing e acho que trazer informação pro mercado é bom…mas nunca usaria um espaço de redação de conteudo para as pessoas para fazer uma resposta ao email da meios e publicidade….também não precisava. Nem 1% das pessoas perceberam o ataque…continuem fazendo o bom trabalho e siga em frente porque o seu cliente não quer saber disso. ele quer noticias boas. como eu.

Aqui segue a resposta do briefing a meios.

 

COntinuo e vou receber as duas newsletter porque respeito o trabalho. mas se vocês se focarem e atacar um ao outro…vão nascer novos players para tapar este buraco. e os dois vão acabar perdendo.

Anúncios
  1. Concordo em tudo. Contudo acho que agora com essa explicação já aumentou o número de 1% para bem mais. 🙂

    • Paulo Santos
    • 29 de Outubro, 2012

    Olá.
    Ja reparaste no http://www.ligateamedia.pt ?
    Sem news letter mas com tudo, e Gratuito.
    Boa?

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: